20 de mar de 2012

A PROFESSORA

Eu não conheci a professora Alice; sei apenas que atuava no curso de enfermagem. O tempo de serviço, titulação, experiências, essas coisas de meio acadêmico, enfim, ignoro. Mas ao saber de seu falecimento, a imagem da doce senhora preencheu de imediato os meus neurônios. Isso! Doce senhora, aquele biotipo de vovozinha, solícita e delicada. Nunca vi alterar a voz e se mostrava disposta a ouvir a conversa mole de alguns alunos espertinhos. Ela tinha como amiga fiel uma professora que era exatamente o seu oposto: mais alta, de fala grossa e sem meias palavras. Que deve estar seguramente arrasada com a perda da amiga. Tricotavam seus assuntos, as boas senhoras. Eu não conheci a professora Alice, mas o seu modo de ser era um bálsamo discreto e eficiente; transmitia uma energia boa, essa coisa de enfermeira com "E" maiúsculo. Descanse em paz, professora. Mas logo-logo Deus há de requisitar os seus serviços no céu...

Nenhum comentário: