31 de dez de 2011

O FILME E A EMOÇÃO

O filme me fez beirar as lágrimas. Eu já li ou ouvi antes essa frase? O "as" deveria ter crase? Tive a impressão de ter visto antes o filme, mas só cheguei a essa conclusão quando ele se aproximava do fim. Eu me emociono com facilidade e me tocou ver tanta desgraça reunida ao mesmo tempo, o clima natalino, os caminhos misteriosos que se tornam dolorosos por caprichos divinos... A velha que queria morrer, o sujeito alcoólatra, a mulher desesperada com a situação do marido acidentado, o pastor que via claudicar sua fé e assim por diante. Comi vorazmente o chocolate e passei o dorso das mãos sobre os olhos. Pior de tudo: esqueci o nome do filme. E tenho preguiça de relatar agora o enredo. De vez em quando é bom acreditar que somos os mocinhos de um filme cujo diretor está sentado num trono no céu.

Nenhum comentário: