1 de fev de 2011

O PROF. PASQUALE

Ouvi rapidamente a entrevista do Pasquale Cipro Neto no rádio. Como ninguém lê meu blog não faço questão de apresentar o cara. Fiquei pensando no peso da responsabilidade que ele carrega: falar e escrever bem. Bem, não, é pouco! Corretamente, exatamente, de acordo com as regras! E sempre! Na referida entrevista o prof. Pasquale explicava por que o "imexível" do ex-ministro não vingou, apesar de não ser incorreta. Ora, deve ser um "saco" ter que se exprimir o tempo todo corretamente. Provavelmente, ele repassa o que diz em frações de segundo para evitar o erro. Deve se policiar o tempo todo... ou não! Talvez o grande letrado fale suas bobagens em casa, jogando futebol, enfim, nos seus momentos de intimidade.

Um comentário:

Primendonça disse...

Bem, eu leio o seu blog e conheço quem leia tb!!!
Como pobre mortal q sou e nem tão super, mega e ultra expert na língua patria, realmente passo uns perrengues e tenho q me policiar sempre. No entanto, creio que para o Pasquele falar e escrever corretamente não deve pesar, pois uma vez q vc aprende e incorpora uma idéia, isso se torna natural, e isso não quer dizer q ele não fale besteiras dentro das regras gramaticais, ortográficas e afins, rsrsrs!!!