26 de jan de 2011

EM 3D

A tragédia da Região Serrana no Rio trouxe, além das desgraças materiais, tudo o que há de bom e ruim na natureza humana. De um lado, os altruístas. O pessoal que pretende ajudar, embora por motivos nem sempre louváveis. Entre os que realmente querem ajudar, por motivos humanitários, há os interessados em aparecer para fins políticos ou então os que pretendem o reconhecimento de Deus - e também desocupados, abnegados, interesseiros ou simplesmente curiosos; muitos atrapalham mais que ajudam. De outro lado, as mazelas humanas que emergem do noticiário. É o pessoal que rouba ou desvia donativos. Ontem, na CBN, o repórter anunciava a destruição de parte de um carregamento, pisoteado, porque a população escolhia o que havia de melhor e jogava o que não lhe agradava no chão. Houve também aquele caso de um veículo com o logotipo de uma secretaria de educação municipal que transitava entre bairros atirando mantimentos ao léu. É gente querendo burlar o cadastro para aluguel social ou se beneficiar de alguma forma da situação. Em meio a isso, o heroísmo de cães, bombeiros e moradores. A presidenta, bem como as demais autoridades, circulavam de helicóptero, que seria muito mais útil salvando necessitados. Quem tem recurso toca a vida; o pobre lamenta e aguarda o apoio do governo; o resto assiste o espetáculo da desgraça alheia quase em 3D.

Nenhum comentário: