21 de fev de 2011

COMPLICADOS

Vou juntar dois raciocínios complicados e complementares a meu juízo. De um lado, a idéia de controle dos corpos de Foucault; de outro a sociedade de peritos de Giddens. Acabei de ouvir no rádio alguns conselhos sobre a saúde. Um dia desses alguém me disse que consultaria um nuticionista; outro, disse que precisava de conselhos de um psicólogo e assim por diante. É isso. A sociedade controla os corpos por meio de seus peritos. Eu preciso de alguém para me dizer o que comer? Só mesmo tendo perdido o juízo. A natureza nos dá o olfato, paladar e um senso de conservação que vai sendo perdido ao longo da vida. Preciso que alguém me diga sobre a importância de beber água ou dormir adequadamente? Basta seguir a sede e o sono. O corpo é sábio, mas geralmente preferimos os sábios diplomados. Os animais, com exceção daqueles que os homens tornaram estúpidos, sabem se cuidar. Nos países ricos e cultos a mortalidade por doenças "modernas" é grande. Entregamos nossos corpos e a sabedoria que herdamos da natureza aos profissionais e seus laboratórios. Abandonamos os instintos e nos tornamos escravos dos planos de saúde...

Um comentário:

Cristiane disse...

Uma boa parcela dos seres humanos se sentem mais à vontade quando há uma afirmação de outrem em sua vida.Preferem dar credito as especulações alheias ao invés de seguirem seu instinto, sua intuição. Mostrando-se em diversos momento a sua incapacidade de auto-conhecimento.