25 de dez de 2009

DEDICADA A VOCÊ

A última postagem do ano é dedicada a você. A você que lê meus textos e lamúrias de forma sigilosa e até paciente. Que é condescendente com meus sonhos e pesadelos. Hoje, eu revirava alguns velhos escritos e, num certo dia, assim me defini:

SER JOÃO GILBERTO

nada sei a respeito de pedras
do que é estar na imobilidade
ou se movendo de acordo com os ventos
não tenho o charme dos gatos
nem os seus costumes estranhos,
só disponho de uma vida
não me imagino sendo um copo
passando de boca em boca
café quente, água gelada
nunca me vi num corpo estranho
em vidas passadas ou futuras
um mendigo gordo, um lord escroto
um gladiador romano, um marciano
acho que não fui padre
nem o último dos moicanos
não estive entre as estrelas
não perfumei as madrugadas
não tenho poderes ocultos
e não sei as palavras encantadas
parece que estou perdido
mas não é bem assim!
sei o que é ser joão gilberto
sair com o vento e uivar com a lua
durmo com grande prazer
e aprecio um prato bem feito
vejo as estrelas e sinto a madrugada
considerado um bom amante
sou joão gilberto aqui e agora
uma caixa de som, o grilo falante
vida correndo solta nas veias
aproveitando o dia-a-dia
enquanto dura a poesia

3 comentários:

Patrícia disse...

Grilo Falante...
...linda auto definição.

Em Algum Lugar do Tempo.

Cafo... disse...

Ser João Gilberto da S. Carvalho é ser very special. Não tenho o dom da poesia, como você, que fala com o coração, apesar das inúmeras tentativas de esconder-se.
Eu te desejo...o que o poeta diz:

Desejo a você…
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Crônica de Rubem Braga
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender um nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Uma tarde amena
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.

Carlos Drummond de Andrade

Patrick Gomes disse...

Umas das melhores pessoas que conheci. Que bons ventos nos conduzam em 2010 para que possamos desejar o mesmo um ao outro para 2011.

Grande abraço Fu Zi.