11 de nov de 2009

APAGÃO

O "apagão" evidenciou nossa dependência da energia elétrica e, mais especificamente, de Itaipu. Achei fascinante o negro espesso que cobria as casas e as ruas, cortado pelo farol dos carros. Pensei nas usinas atômicas e qual seria sua serventia, já que o problema na turbina lá do Sul deixou a todos nós do Sudeste no escuro. Estou exaurido, física e emocionalmente. Ouço os pingos da chuva e me acalmo lentamente. Ontem dormi à luz de vela e foi gostoso. Temi pelos alimentos da geladeira, mas a vontade de dormir foi mais forte. Ouço tantos problemas... histórias tristes, de gente que eu gostaria tanto de ajudar e merecem... Sinto-me impotente, espero que Deus esteja vendo, pois a única coisa que posso fazer agora é dormir. Dormir novamente, com luz. O apagão pessoal continua.

Nenhum comentário: