1 de dez de 2011

FELIZMENTE

A palavra nunca deveria ser banida do dicionário. Quantas coisas afirmamos categoricamente para deixar que o tempo se encarregue de nos desmentir. Melhor assim. As coisas definitivas são aquelas que não mudam e a mudança é necessária à renovação a vida. Escrevo esse pequeno texto diante de meus maiores pesadelos. E eu os procurei, o que talvez seja pior. O dado novo é a minha extrema tranquilidade. O tempo nos faz imune às bobagens. Felizmente...

Nenhum comentário: