28 de nov de 2011

NUM QUARTO ABANDONADO

Quase bati para entrar. O blog se tornou um quartinho pouco usado. Não que eu tenha passado a considerar que as palavras não sejam um bom instrumento de reflexão. É pura falta de tempo mesmo. E motivação, sim, é verdade. Eu não preciso de leitores; os poucos que existiam, se é que existiam, bastavam-me. Resumindo: é uma falta danada de vontade de dizer, refletir ou expressar. Tempo de reflexão, de mudança? Cansaço de fim de ano? Eu pensei em "quarto abandonado". Hum... Poeira... Bagunça... Ainda assim, um espaço meu do qual não abro mão...

4 comentários:

Cafo... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cafo... disse...

Que bom que sacudiu a poeira...sentia falta dos textos...

Elaine Mendes disse...

Não abra mão mesmo não. Mesmo quando não comentando muito, eu sempre tiro 5 minutinhos pra poder ler. É meu momento de lazer na semana caótica.

Anderson Morgado disse...

Grande Professor;
Como eu só consegui ler agora (depois de um tempo sem net) para mim foram bem atuais e interessantes suas postagens.
Entretanto, o tempo do leitor é diferente do tempo do escritor.
Portanto, prezado mestre, continue escrevendo, mesmo com intervalos, períodos e sazonalidades, continue.
Sabemos que este quartinho guarda a passagem para outros mundos.
Abraços;
Anderson Morgado