1 de jun de 2011

VIZINHOS

Ao lado da academia, uma igreja evangélica. Lado a lado os marombeiros e os engravatados com bíblias debaixo dos finos braços. O templo da sensualidade em que se cultua o corpo, silencioso e suado, quase um acinte ao estilo recatado dos frequentadores da igreja. Separados por uma parede, disputando a atenção da clientela da rua. Veias dilatadas do pescoço do pastor versus veias dilatadas pelas anilhas de um instrutor - e que se ignoram solenemente. Seguidores do diabo e mercadores da fé ou simplesmente pessoas em busca de sentido para suas vidas, não importa. Cada um expia o pecado nosso de cada dia como pode.

Nenhum comentário: