26 de mai de 2011

DISCRIMINAÇÃO E FOBIA

O rapaz negou que estivesse praticando discriminação, pois raça é algo definido oficialmente nos censos - branco, negro e pardo. Ele havia se referido ao rapaz como "negão". Ora, discriminação é classificar a espécie humana de acordo com raças. Mas ao me chamarem de branco, estão praticando uma discriminação, a mesma que caracteriza a distinção entre gordos, magros e pessoas em forma. Discriminar é separar, classificar, enfim, não consultei o dicionário. Outra coisa: fobia é um radical grego que tanto serve para designar medo (claustrofobia) como aversão (xenofobia). Mas será que o medo não está na base da aversão? A língua é uma coisa complexa... A discriminação pode ser ofensiva e a homofobia está sendo criminalizada... Mas alguém pode ser obrigado por lei a gostar de alguém? Existe uma diferença entre ter que gostar e ter que respeitar. Posso não gostar de outro time de futebol que não seja o meu, mas devo respeitar seus torcedores. Ou não gostar de matemáticos, velhos ranzinzas, evangélicos, enfim, de qualquer grupo que eventualmente me seja estranho - o que não me exime de respeitá-lo efetivamente. Há um certo medo no ar de se esboçar uma opinião contrária à determinação politicamente correta. Isso também é discriminação ou algum tipo de fobia.

2 comentários:

Carolina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carolina disse...

Eu acho que tem a ver com a nossa cultura esse medo (fobia), a separação histórica,o trauma, sabe, "nós nunca vimos", alguém chamar: O "Brancão" vem aqui... Não estamos acostumados com essa forma de falar e tal. Até porque eu acredito que quando nós chamamos o outro de Negão não significa hoje uma "discriminação" Engraçado eu´conheço uma música chamada "Pretinha" cantada por um negro, essa música nunca sofreu nenhum tipo de censura... Por que será??? Agora a menina do cabelo bobril rs !