13 de jan de 2011

VÍRGULA, PONTO

Como no refrão da música, vou desdizer o que disse antes: Bordieu teve toda razão em não oferecer respostas rasteiras a questões complexas. Ele poderia dizer simplesmente "não sei". Não vou entrar em detalhes, ocupa-me agora a propaganda que ouvi de um programa. Diz que para Darwin o fato de abrigar o homem torna o planeta terra ideal; ou seja, o planeta terra reúne condições para a vida humana, como se o homem e o planeta fossem coisas diferentes. O planeta o albergue de um visitante ilustre. Vírgula.
Penso naquela senhora que tinha sua casa. O marido morreu. Agora perambula entre casas e sofre com a "caridade" dos parentes. Não fosse sua pensão, o que seria de sua vida... Na verdade, numa sociedade capitalista o valor de uma pessoa é proporcional às suas posses. Beleza interior, grandeza de espírito - nada que assegure sucesso prático, eis tudo. Vírgula.
Gosto do nome exótico dos vinhos portugueses. Primeiro, o periquita, amanhã ou depois vou provar o porca de murça. O gato negro é chileno... O calor infernal não é muito adequado ao vinho, mas... Ponto.

Nenhum comentário: