2 de dez de 2010

ANTIPATIA

Há pessoas que nos causa desagrado imediato. Racionalmente, a explicação para tal ojeriza instantânea seria algum detalhe incômodo, percebido, mas não conscientemente. Afirma-se a precedência da percepção sobre a sensação. A explicação pode ter algum sentido científico e é muito mais plausível que a de "almas gêmeas". O senso comum produziu outras explicações, como a da sintonia de santos ou a idéia de química. Mas não haveria algo de instintivo, um sentimento de defesa?

3 comentários:

Elaine Mendes disse...

Creio que tal sentido é desenvolvido no decorrer da vida. Nosso subconciente pode guardar pequenos detalhes dos quais de imediatos não lembramos mas que já vivemos antes. Assim, na hora que uma pessoa apresenta característica semelhante ele entra em ação nos dando a sensação de antipatia por aquele ser.
Tem muita gente que acredito não gostar, mas também nem sei dizer o motivo. No geral quando insisto na relação sempre me dou mal.

Elaine Mendes disse...

Ahhh! Também tem gente que faz de tudo para eu não gostar e eu gosto.

Primendonça disse...

A antipatia tem um lado bom: a alegria que nos dá quando a desfazemos!