25 de jan de 2010

DENÚNCIA VAZIA

Ouvi no noticiário que 56% dos imóveis estão em locação; o restante é ocupado pelos proprietários ou estão vazios por motivos diversos. É um número bastante elevado de pessoas que não possuem casa própria. A lei do inquilinato mudou e se tornou mais dura com os locatários. Os procedimentos para o despejo foram simplificados. Não inseri aspas ou negrito nesta palavra hedionda: despejo. Há os caloteiros e canalhas desde que mundo é mundo. Mas imaginemos a situação de quem está em dificuldades financeiras... Ser despejado é humilhante e desesperador! Quem investe em imóveis tem renda baseada na infelicidade alheia. Se é grande proprietário põe numa administradora e dorme tranquilo; já o que depende da renda de aluguel de um único imóvel dorme sempre com a expectativa do atraso ou de danos causados ao seu patrimônio. Quem ganha na loteria logo pensa em investir em imóveis. E se não existirem imóveis como fica a situação de quem precisa? É um círculo maldito. No passado existiam os conjuntos imobiliários financiados com dinheiro público e lá estão, firmes, fortes e decadentes: IAPI, IAPETEC, entre outros. Mas isso foi no tempo em que o Estado ainda trabalhava a favor dos mais necessitados...

Um comentário:

MM disse...

É uma casa no meio do nada. Lá, algumas vozes posso escutar. Umas decifráveis, compreensíveis; outras um delírio, uma fuga, um lírio. É uma casa com alguns amigos, algumas paixões, muitos conflitos. Não está à venda, nem pra alugar, mas a qualquer hora eu posso entrar.