12 de set de 2009

À VISTA

As pessoas se revelam, não há como esconder verdadeiros propósitos. Eu não me surpreendo, apenas confirmo a regra. Respondo com o silêncio, assim aprendi com os grandes mestres do zen budismo. O tempo me trouxe a habilidade da águia e só me atiro do desfiladeiro na condição boa. Ainda assim, percebo a aproximação do instante de grandes decisões. Eu plantei muito, alguma coisa boa há de surgir. Que isso sirva de exemplo àqueles que ficam esperando apenas pela boa vontade dos deuses...

Nenhum comentário: