15 de set de 2009

MUDANÇAS

O tempo mudou repentinamente. E as regras da caderneta de poupança também estão prestes a mudar, pois o governo precisa financiar sua dívida. Dizem que não há inflação, deve ser delírio da minha parte perceber aumento de preços nos mercados. Interessante exemplo de que muitas vezes as idéias ou ideologias se sobrepõem à realidade. Outra questão: as vans estão proibidas ou foram limitadas ao extremo. Há um esforço de acabar com os transportes alternativos, é visível. Quer dizer, para resolver um problema - que de fato existe - outro muito maior é criado. Os "experts" estão pouco se lixando para o sofrimento da população que depende de transporte coletivo. Provavelmente, não verei durante a vida um país decente de se viver, que respeite seus cidadãos - o mínimo que se pode exigir de governantes.

Um comentário:

Aline disse...

Concordo! Quanto aos preços temos que "rebolar" para equilibrar o orçamento.Uma verdadeira maratona durante a semana: A segunda do legume, a terça do frango, a quarta da carne, a quinta dos cereais, na sexta entrego minha alma ao d...deixa pra lá! Pior que tudo isto só o Sérgio Cabral discursando sobre o aumento dos professores e porrada neles! Afinal, o que são dez anos sem aumento? Haja equilíbrio no orçamento...Adeus, hoje é terça, dia de...maratona...rs...bjs