19 de set de 2009

GRIPE E SILÊNCIO

Gripe. Dor no corpo e temperatura levemente aumentada. Assisto Persépolis, um desenho tão maravilhoso que até me recrimino por não ter visto antes. Tenho ao meu lado um rolo de papel higiênico para assoar o nariz. Esta semana eu ouvi várias frases ditas com tanta sinceridade e ainda assim não acredito em nenhuma delas. O tempo das crenças acabou... pelo menos para mim. Preciso de mais ação e menos palavras. Ação! Tenho os olhos vermelhos, mas não é de choro, é a gripe mesmo.... E não sei o motivo de toda gripe piorar exatamente à noite. Gostaria de tomar uma sopa quente, mas o tempo da sopinha da mamãe também acabou. Foi bom ter visto Persépolis. A gripe me tirou a vontade de comer bobagens, felizmente. Vou dormir mais cedo. Os odores vão ficando, as promessas também... as mensagens silenciaram... nem grilos se manifestam... é uma noite de silêncios e descrenças.

Nenhum comentário: