30 de ago de 2009

DOALCEI CAMAAAAARGO

Meu avô preferia Waldir Amaral e Jorge Cury. Era uma época de grandes narradores. Mesmo garoto eu tinha certa predileção por Doalcei Camargo. Sua foto mostrava um homem de semblante severo, mas que o tempo me mostrou ser justamente o contrário. Emocionava-se com frequência e ao longo desses anos todos nunca ouvi qualquer referência negativa a sua pessoa. Saiu da tupi, foi para a Globo, voltou à Tupi em posição secundária, pois a sociedade é cruel com seus homens e mulheres de idade. Doalcei morreu ontem, de infarto fulminante. A notícia recebeu divulgação discreta. Meu avô, Waldir Amaral, Jorge Cury e agora Doalcei, entre outros tantos grandes nomes do jornalismo esportivo... Doalcei, quantas noites dormi ouvindo sua transmissão impecável... Nessa horas eu sinceramente desejo que exista vida após a morte. Mas se não existir para todos, pelo menos existirá aos grandes talentos que nos trazem alegria, conhecimento e emoção. Eles vivem em nosso corações.

Nenhum comentário: