23 de mai de 2009

MÉRITO

Tenho dó desses cães vadios e doentes que perambulam pelas ruas. Por esses últimos dias vi pelos menos uns dois. Certa vez levei um para casa. Dei banho no bicho e o tratei à base de polvilho Granado e boa alimentação. Rapidamente ele ficou curado, mas era um cão acostumado às emoções da rua. As pessoas ficaram admiradas ao vê-lo novamente, aqui e ali, nos mercados e nas repartições públicas, só que com saúde - era um bichinho popular e muito inteligente. Na atualidade eu não posso repetir o gesto e até gostaria, mas não dá mesmo. Agradeço muito àquele animal que me ensinou muito sobre o significado da palavra mérito. Tem a ver com a antiga lição do imperador que havia construído muitos templos em homenagem à Buda. Ao perguntar a Ta Mo acerca do seu mérito, ouviu o mestre dizer: nenhum!

Um comentário:

Aline disse...

A compaixão pelos animais está intimamente ligada a bondade de caráter, e quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem.
( ARTHUR SCHOPENHAUER )


E você é um bom homem, então está explicado...bjs