13 de set de 2011

O CALDO

O arroz estava pronto na panela. Vi a água e me lembrei das plantas, do bem que faz regá-las com o caldo obtido. Mas eu estava enrolado com questões de trabalho e o primeiro impulso foi deitar a água fora. Agarrei-me aos meus princípios e combati a pressa, a preguiça e a má vontade. E assim alguns vasos receberam a água de arroz, provavelmente, creio, cheia de nutrientes. As plantinhas agradeceram emudecidas. Eu me senti feliz por ter vencido mais uma vez as minhas limitações humanas...

Nenhum comentário: