19 de jun de 2011

TRATAMENTO

Um rapaz novo e eu observava a forma como tratava seu avô. Não me agrada a falta de modos com que certos jovens falam com seus parentes mais velhos. Antes de tratar mal, de forma injustificada, deveriam bater com a cabeça na parede. Explico. Aqueles que amamos são como partes de nosso corpo, então, tratar mal a um avô ou a uma mãe deveria ser equivalente a maltratar o próprio corpo, o que geralmente ninguém faz. Claro, sei que há casos e casos. Há pais e mães que não merecem assim serem chamados. Nos tempos de pós-modernidade, nem sempre ou quase nunca idade significa sabedoria. Entretanto, eu me recordo da sabedoria chinesa, algo assim: quem não cuida de seu corpo e não reverencia seus mestres corre perigo. Na Antiga China, o atributo principal de um homem, antes da riqueza ou do sucesso pessoal, era ser um bom filho. Então, creio que tratar mal a um parente carinhoso é um ato de covardia - de pessoas que tratam mal à irmã ou à mãe e são humildes e pusilânimes com superiores e autoridades...

Nenhum comentário: