8 de fev de 2010

CALOR DESUMANO

A temperatura de Sucupira bateu os 750 graus de temperatura. Um estado de letargia e desânimo predomina nas ruas. O vapor cozinha idéias e mosquitos sem clemência. Não adianta reclamar, a tendência é ficar mais quente ainda. O suor escorre debaixo do chuveiro e o aparelho de ar condicionado virou forno de microondas. Lembro-me do planeta Vênus, uma fornalha inabitável. O mais impressionante é existir gente que não gosta de banho, mesmo neste inferno tropical. Os efeitos da ação humana estão tornando a própria vida humana insuportável...

Um comentário:

MM disse...

Calor intenso, martírio, tormento. Não dá para suportar! Gera uma ânsia, uma agonia e ofusca qualquer poesia que porventura estivesse lá.